• parede3.jpg
  • braga1.jpg
  • sroque2.jpg
  • assumar4.jpg
  • sroque3.jpg
  • csnsc2.jpg
  • belas1.jpg
  • assumar1.jpg
  • sgoncalo1.jpg
  • idanha3.jpg
  • idanha2.jpg
  • braga3.jpg
  • lisboa1.jpg
  • parede2.jpg
  • guarda2.jpg
  • guarda4.jpg
  • guarda3.jpg
  • lisboa3.jpg
  • sgoncalo2.jpg
  • parede4.jpg
  • sgoncalo3.jpg
  • csnsc1.jpg
  • condeixa2.jpg
  • lisboa2.jpg
  • sroque1.jpg
  • terceira2.jpg
  • parede1.jpg
  • condeixa1.jpg
  • braga2.jpg
  • terceira1.jpg
  • assumar2.jpg
  • guarda1.jpg
  • condeixa3.jpg
  • assumar3.jpg
  • idanha1.jpg

Campanha de crowdfunding - Amália - Robot Terapêutico que Estimula Pessoas com Demência

A Unidade de Gerontopsiquiatria e Reabilitação Cognitiva (Maria Josefa) da Casa de Saúde da Idanha iniciou, no passado dia 27 de Novembro, uma campanha de recolha de fundos que tem como objetivo reunir parte do valor necessário para adquirir um robot terapêutico, que promove o bem-estar e melhora a qualidade de vida de pessoas com demência.  

 

A intervenção com este robot, que simula uma foca bebé verdadeira, que expressa emoções, emite sons reais, abre e fecha os olhos, move a cabeça e as barbatanas e reage ao toque, luz e som, permite melhorar o desempenho social, emocional e cognitivo das pessoas com demência. Dado que as pessoas com demência apresentam um declínio das funções cognitivas com repercussão nas atividades de vida diária, nomeadamente perda de capacidades de comunicação e redução da interação social, e que, ao longo do curso da doença, ficam mais isoladas e agitadas, esta terapia robótica poderá dar um contributo significativo na promoção do bem-estar e qualidade de vida destas pessoas.

 

Este robot já é utilizado com fins terapêuticos comprovados cientificamente em vários centros hospitalares/residenciais de todo o mundo com idosos e com pessoas com demência. Em 2009 nos EUA  foi reconhecida a sua importância através da FDA (Food and Drug Administration), que o certificou como «instrumento médico terapêutico». Os profissionais que o utilizam têm formação/treino específico nesta roboterapia.

 

A CSI está a angariar fundos através do PPL, uma plataforma de Crowdfunding (financiamento colaborativo) - uma forma simples e recente de financiamento para projectos através de uma comunidade que partilha os mesmos interesses e que faz contribuições.

O PPL funciona de modo simples e transparente. Normalmente é utilizada a mecânica "tudo ou nada", ou seja, se o nosso objetivo for atingido dentro do prazo, recebemos os fundos e a plataforma cobra uma comissão de sucesso. Se o montante mínimo não for angariado, os fundos serão devolvidos aos apoiantes. Como somos uma IPSS, ao realizarem a vossa contribuição poderão optar pelo apoio incondicional, que significa que mesmo que não consigamos atingir o nosso objetivo poderemos receber os fundos/doações realizadas e procurar outros meios para conseguir o valor em falta para a execução do projeto.

 

Faça a sua contribuição através do link: https://ppl.com.pt/causas/robot-amalia e ajude-nos a partilhar esta campanha com o máximo de pessoas possível! A campanha será encerrada no dia 26 de Janeiro de 2018.

Ajudem-nos a inovar e a melhorar a vida das pessoas com demências!


Agenda

Banner 1
Sem Eventos

© Copyright 2017, Irmãs Hospitaleiras. Todos os direitos reservados.

R. Prof. Luís Cunha Gonçalves, n.º 5 – 1.º Esq | 1600–826 Lisboa - Portugal
Telefone: 217 108 140 • E-mail: instituto.sede@irmashospitaleiras.pt •