• XXI Capítulo Provincial
  • XXCapitulo2
  • XXCapitulo3

Participantes

Superiora Provincial

Sameiro Magalhães
 
Irmãs do Governo Provincial
 
Laurinda Faria - Vigária Provincial e Primeira Conselheira
O Capítulo é uma oportunidade especial para, juntos, escutarmos os clamores do Espírito do Deus Hospitaleiro e os gemidos do mundo subterrâneo do sofrimento… O desafio mais importante consiste em juntar estas duas vozes e dar-lhes a melhor resposta, como Comunidade Hospitaleira. É uma alegria poder participar neste acontecimento, com o sentido de responsabilidade que a vocação consagrada e a missão hospitaleira nos conferem. Sonho com um Capítulo que projete o futuro da Hospitalidade com qualidade assistencial, critérios inovadores e dinamismo carismático.
 
 
Paula Carneiro - Segunda Conselheira Provincial
Como Irmã Hospitaleira, participar no XXI Capítulo Provincial é uma oportunidade para integrar este momento de discernimento provincial. Sinto que me interpela a fazer este caminho acompanhada pelos ícones inspiradores desta “missão hospitaleira em saída”, a samaritana e o samaritano. São muitos os desafios que hoje Deus nos coloca nas mãos e no coração!… Como comunidade hospitaleira Deus envia-nos a “Praticar a Hospitalidade” a partir de um compromisso compassivo junto da pessoa em sofrimento.
 
Laura Neves - Secretária Provincial
Penso no Capítulo provincial como um encontro, como aqueles que Jesus realizava com os Discípulos na montanha, ou junto ao lago, em ambiente de familiaridade, mas também de compromisso, em que dialogavam sobre a nova era que Ele viera inaugurar e os questionava sobre as expetativas do povo e deles próprios – Quem dizem os homens que é o Filho do homem? … e vós, quem dizeis que Eu sou? Sinto que o Capítulo é um tempo em que Ele também nos pergunta: E vós quem dizeis que eu sou? Que diz a Missão hospitaleira àqueles a quem assistimos e ao mundo? Que dizem as nossas comunidades? Que queremos dizer? Que contributo queremos dar? O imperativo “praticai a Hospitalidade” impulsiona-nos a sermos parábola do amor compassivo de Deus, como o Samaritano e desafia-nos a trazer outros para Jesus, como a Samaritana.
 
 
 
Superioras
Idília Carneiro - Superiora da Comunidade e Centro da Idanha
Para mim participar no XXI Capitulo provincial significa acolher o tempo propício de Deus para o hoje da nossa história como Instituição Hospitaleira. É uma graça e uma responsabilidade, que marca um novo tempo carismático, que nos exige abertura à vontade de Deus, leitura e reflexão sobre a nossa realidade e discernimento sobre as áreas prioritárias de crescimento na nossa vida consagrada e na missão hospitaleira que desenvolvemos. É um tempo-dom-graça, que me pede conversão, docilidade e abertura ao Deus que hoje quer continuar a realizar prodígios de misericórdia. Sonho um tempo de Hospitalidade marcado pela alegria da consagração, pela simplicidade de ser, pela mística do serviço, pela audácia evangelizadora e pelo desejo profundo de continuar a levar a esperança e a bondade compassiva do Coração de Jesus a tantas pessoas feridas no corpo e na alma.
 
Maria Anália Antunes - Superiora da Comunidade de Condeixa
A minha participação no Capítulo Provincial supõe uma grande abertura ao Espírito Santo, pois continuo a acreditar que é Ele quem conduz os destinos da Província. Considero também este acontecimento um tempo de forte comunhão institucional e eclesial.
 
Albina Silva - Superiora da Comunidade do Centro de Recuperação de Menores de Assumar
O Capítulo provincial é um acontecimento importante na vida da Congregação e da Província, onde irmãs e colaboradores num ambiente de fraternidade, oração, escuta e discernimento, refletem juntos, para avaliar o passado, como o vivermos o presente, e projetamos o futuro. Participar no capitulo para mim é uma Graça e também uma responsabilidade de poder colaborar mais de perto no futuro da Congregação.
 
 
Manuela Conceição - Superiora da Comunidade de Belas
O Capítulo Provincial é um momento de ação de graças pela vida vivida e partilhada, uma oportunidade única e irrepetível da história de Deus na nossa vida pessoal e Congregacional. É um acontecimento de suma importância na Província, onde é possível reconhecer as pegadas de Jesus no caminho percorrido; é um encontro fraterno de partilha e de discernimento, que nos impele à revitalização e a fortalecer o nosso compromisso com a Igreja, com a Congregação e com aqueles a quem servimos. É um momento de graça para toda a comunidade hospitaleira, um convite a abrir-nos ao Espirito de Deus que nos compromete e nos desafia à fé, à confiança e ao abandono, pois trata-se de buscar e responder com fidelidade à vontade de Deus, colocando-nos nas suas mãos como único e essencial do nosso carisma e missão. É um acontecimento que acolho com sentido de muita responsabilidade, pois há que assumi-lo com audácia e coragem, de forma decidida e confiante de que, ainda que possa haver muitos obstáculos, o Senhor faz caminho connosco. Espero que possamos vivê-lo com dinamismo profético em comunidade de discernimento, na intimidade com Senhor que nos chama a sermos samaritanos na Prática da Hospitalidade. Espero que seja um encontro de comunhão, de onde emerge a alegria de sermos hospitaleiras, que nos encoraje a responder com fidelidade criativa aos desafios que a Igreja e a sociedade nos sugere quer para as Irmãs, como para toda a Comunidade Hospitaleira. Espero que seja um acontecimento vivido na fé, dispostas a crescer na confiança e na abertura ao discernimento, procurando a vontade de Deus para todas as nossas atividades e projetos, traduzindo o espírito do Bom samaritano numa atenção integral, de esperança, ternura, proximidade, alegria e acolhimento do outro na sua fragilidade. Que o fascínio dos nossos Fundadores sejam a raiz dos nossos projetos, esforçando-nos cada dia por uma Igreja mais bondosa, terna e dócil ao Espírito.
 
Lisete Curral - Superiora da Comunidade da Clínica Psiquiátrica de São José
É um tempo de renovação espiritual para a Igreja e para a Congregação, uma graça para experienciarmos o amor misericordioso do nosso encontro pessoal e comunitário com a pessoa de Jesus Cristo, através da nossa consagração hospitaleira. Juntos Irmãs e Colaboradores discernirmos à luz do espírito, encontrar formas e modos de dar continuidade às diretrizes traçadas no XXI Capítulo geral e respondermos com criatividade e audácia aos desafios que hoje a Igreja e a sociedade nos colocam. É um momento de reflexão, oração e estudo da nossa vida consagrada hospitaleira, e da missão. Um tempo de graça, em que exige de nós abertura ao Espírito, participação ativa e responsável, acolhendo as mediações de toda a comunidade hospitaleira e juntos saibamos beber das fontes do carisma da hospitalidade É também uma etapa de agradecimento ao Deus hospitaleiro pelo sexénio vivido com tantas exigências e esperança, como referiu o Papa Francisco “Olhar o passado com gratidão”, e sejamos capazes de olhar também o futuro com fidelidade, e em discernimento respondermos aos desafios que hoje nos são solicitados.
 
Margarida Silva - Mestra de Noviças
Um Capítulo é sempre um momento especial de discernimento que indiscutivelmente nos permite recordar com gratidão a história que nos precede, tecida e sustentada desde a fidelidade e entrega em tantas irmãs e colaboradores. Abertura e docilidade ao Espírito, o Mestre interior, que nos converte em pessoas livres e audazes, capazes de acolher os desafios presentes e futuros com muita generosidade e sentido de compromisso com a Igreja e o Mundo, especialmente sensíveis aos doentes.
 
Maria Elisabeth Mbouck - Superiora da comunidade Sagrado Coração de Jesus de Maputo em Moçambique
Para mim, participar no Capítulo provincial significa participar na comunhão hospitaleira, momento de conviver na nossa comunidade capitular como família com a alegria do Evangelho na prática da Hospitalidade. Sinto-me enviada e convocada para que junto com as outras irmãs, eu possa participar e partilhar ativamente na missão confiada: Buscar juntas a vontade de Deus hoje da nossa história provincial. Este capitulo é um tempo de graça , um tempo em que Deus me visita e me revitaliza como pessoa e como comunidade capitular e provincial através dos distintos momentos ( oração, reflexão, partilha e convívio…). A hospitalidade pode transformar o mundo, o imperativo ” praticai a Hospitalidade “, é porque o mundo tem sede desta transformação; e a hospitalidade é de uma grande atualidade, viver-la onde me encontro tendo o fundamento em Jesus Cristo fonte viva da água hospitaleira. Este Capítulo oferece-me o motivo de dar graças a Deus pelo sexénio vivido , confiar ao Senhor a celebração do mesmo , e com esperança , confiar-Lhe os projetos do novo sexénio que iniciará com o novo governo provincial.
 
Alice Roseiro - Superiora Comunidade CSBJ
Um capítulo é sempre um espaço e um tempo de escuta, estudo, reflexão, discernimento, encontro com pessoas identificadas com o mesmo carisma hospitaleiro e especialmente com Deus que a todos envolve no seu amor de Pai comum. O lema Praticai a Hospitalidade é afinal um novo apontar para o caminho que desde as Origens tem sido percorrido pelos Fundadores, as Irmãs e colaboradores, doentes e tantas outras pessoas ligadas a esta corrente de energia curativa e reabilitadora que hoje nos toca reconfigurar com criatividade e audácia, à luz de dois belíssimos quadros evangélicos: a água de um poço que um encontro sanador transforma em água de vida (Jo 4,5-15) e a sensibilidade humanizada e humanizante que não passa ao largo (Lc 19,25-37)… para além da sustentabilidade económica sempre indispensável, é preciso encontrar também a sustentabilidade espiritual, evangélica, sem a qual não conseguiremos unir a ciência à caridade como nos pede S. Bento Menni. Avante!
 
Isabel Martins -Superiora na Comunidade em Angola
Para mim o capítulo provincial é um momento de graça, de revitalizaçao e de comunhão com a Igreja e com a Congregação. Participar nele é "meter-me em cheio" na vida da Província e consequentemente na da Congregação, deixando-me animar pela força do Espírito que é o principal animador, de toda a ação Hospitaleira.
 
 
Fernanda Esteves -Superiora da Comunidade de S. Miguel – Casa de Saúde Nª. Srª. da Conceição
O XXI Capítulo Provincial é um tempo de especial graça, de aprofundamento e revitalização do Carisma e Missão hospitaleira na história atual que nos toca viver a nível Congregacional, Eclesial e Social. Um tempo de profunda comunhão. Participar no XXI Capítulo Provincial é uma graça, mas também uma responsabilidade. Sonho que este tempo de graça nos impulsione a SER mais Hospitalidade.
 
Sílvia Moreira - Vice-Superiora Comunidade de Maputo
Para mim participar “in loco” neste momento significativo para a vida da Província é sobretudo tomar consciência de uma responsabilidade acrescida, por um lado ser expressão dos desafios que percebo que neste momento, como Província, estamos a viver; por outro lado, abrir-me a ver as interpelações do Espírito Santo para este momento concreto e deixar que a minha voz seja expressão dessas mesmas interpelações. Neste processo de “amassar” a Vida, ter também muito presente a realidade de onde vimos, o nosso passado, a nossa história, os nossos fundadores. Qualquer uma de nós aqui ou nas comunidades somos responsáveis por participar ativamente neste momento mas estou convencida de que estar, em corpo, no “teatro das operações”, se assim lhe podemos chamar, é ter o privilégio de ver a realidade de um modo mais global. E isto sem dúvida nos dá uma outra perceção da mesma e por isso, também, uma responsabilidade que tem esta por base. Sobretudo na consciência do nosso “de onde” perceber qual será nos próximos 6 anos o nosso “para onde”.
 

Maria Fernanda Ramos – Superiora da comunidade da Parede

O Capítulo Provincial é um momento de graça, de esperança e de discernimento para vivermos com audácia e dinamismo a hospitalidade.

 
 
Colaboradores e Leigos Hospitaleiros Convidados
 
Sara Alves - Diretora Geral
 
Élio Borges - Diretor Gerente CPSJ
O XXI Capítulo Provincial vem interpelar-nos, como Comunidade Hospitaleira, a ser parte integrante dos novos desafios que a Instituição venha a identificar como prioritários, tendo em conta os destinatários da nossa Missão. A minha participação neste Capítulo, irá assim permitir fortalecer o meu sentido de pertença e fidelidade à cultura institucional, assim como, aumentar o meu sentido de colaboração e comunhão na Missão.
 
Sandra Villalôbos - Responsável do Departamento de Projetos CRPSF
Colaboro com o IIHSCJ desde há 18 anos e, pela primeira vez vou participar, diretamente, num Capítulo Provincial. Entendo este convite como uma honra, pelo voto de confiança que denota. Participar no XXI Capítulo Provincial, a meu ver, significa ajudar a delinear o caminho que a Congregação pretende seguir, sob a inspiração do Espírito Santo e dos nossos fundadores e com base na nossa experiência e conhecimento das necessidades atuais. Caminho esse que, depois, todos iremos construir, ao longo dos próximos 6 anos, nos diversos centros da Província. Fazendo uma analogia, diria que participar no Capítulo é construir a “estrada” e que implementar o Capítulo será viajar nessa “estrada” a diferentes “velocidades” e nos “meios de transporte” que mais convierem a cada centro hospitaleiro. Embora saiba que este trabalho vai ser árduo e desgastante, estou com enorme expectativa e entusiasmo para o levar a cabo.
 
 
Délia Gomes - Assistente Social CSCP
O Capítulo Provincial constitui um desafio a voltar às origens, no sentido de revisitar as “entranhas” do carisma hospitaleiro e atualizá-lo hoje, movido pelo “Ruah”, o sopro do Espírito. É o momento de perspetivar novos caminhos em comunhão com toda a família hospitaleira, na fidelidade criativa à mensagem dos Fundadores.
 
Cláudia Antunes - Assistentes Espiritual CPSJ
O Capítulo é um tempo de reflexão e de avaliação sobre o percurso dos últimos seis anos; um momento de autoquestionamento e de leitura dos tempos atuais; um momento de reflexão e de abertura ao Espírito Santo a respeito do caminho a percorrer nos próximos seis anos. Por tudo isto, o Capítulo é um momento fulcral na vida da Congregação e, consequentemente, dos Centros. O Capítulo significa para mim um tempo de graça para a Congregação e Centros, uma oportunidade para que o Espírito Santo se manifeste de maneira mais intensa. Para mim, por ser a primeira vez que participo, é um privilégio e ao mesmo tempo uma responsabilidade acrescida. É tempo para confiar e entregar ainda mais, nas mãos de Deus, a vida da Comunidade Hospitaleira.
 
Idalina Freitas - Assistente Social CSCP
Este Capítulo Provincial é mais um momento de viragem na história das Irmãs Hospitaleiras, da província Portuguesa, pois é o momento para redefinir novos caminhos e objetivos estratégicos para o próximo sexénio, mantendo o rumo fiel à Hospitalidade Enquanto colaboradora hospitaleira é um grande privilégio poder fazer parte deste momento e contribuir, no meu dia-a-dia, para edificação da obra sonhada por S. Bento Menni.
 
Ana Escada - Assistente Social CSBM
Foi com uma enorme gratidão, um privilégio e, ao mesmo tempo, uma responsabilidade acrescida, que acolhi o convite para participar no XXI Capítulo Provincial. Experiencio alegria em poder partilhar um momento tão significativo da vida da Congregação, uma oportunidade para reforçar os laços com todos os que fazem parte da Comunidade hospitaleira, mas também uma vontade de assumir, cada vez mais, o compromisso de serviço efetivo aos destinatários da nossa missão, os mais necessitados em cada tempo e lugar, ao estilo de Jesus, o Grande Samaritano. Momento de discernimento, de definir caminhos, novas metas, tornar operante o legado dos fundadores. O imperativo “Praticai a Hospitalidade” impele-nos a sair de nós, ir ao encontro do outro, abdicar do nosso pequeno mundo, partir em busca do necessitado, não passar ao lado: ver, parar e atuar. Sermos mulheres de Água Viva.
 
Rui Pinto - Diretor Gerente CSBM
A Inspiração fundadora de S. Bento Menni dá-nos alento e motivação para o futuro. Ele que aos 26 anos lhe viu ser confiada a hercúlea missão de restaurar a Ordem de S. João de Deus em Espanha, não só alcança anos mais tarde tal propósito, como junto com Maria Josefa Récio e Maria Angústias Giménez funda a Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus. Este Capítulo que se avizinha representa pois mais uma etapa que se espera exigente, mas cheia de expectativas. Estou certo de que as provações superadas por S. Bento Menni nos servirão de inspiração e exemplo para os desafios futuros e nos darão certezas e iluminarão o caminho a seguir.
 
Ricardo Gomes - Diretor Gerente CSCP
Participar no XXI Capítulo Provincial é uma grande honra e uma grande responsabilidade! É uma honra poder participar como leigo que me sinto identificado, com o carisma e missão da Congregação, expressa nos diversos locais onde está presente no país. É uma responsabilidade porque reconheço a importância cada vez maior de zelar pela Instituição que chega até hoje com toda a força, vigor e atualidade, fiel aos seus princípios, num momento em que as vocações são cada vez menores, e cada um de nós tem que assumir a sua identidade perante a Instituição e os Centros e praticar a cada dia a Hospitalidade. O desafio é tremendo porque nos obriga a ser leitores da realidade, e proativos no desenhar do futuro, sempre fieis aos princípios da Congregação.
 
 
Pedro Valente - Psicomotricista no CRM
O Capítulo Provincial é para mim o reiniciar de um ciclo. Em todas as instituições é importante parar para refletir, sentir o pulsar do nosso mundo (em constante mudança) e percecionar o contexto atual. Considero fundamental para que as instituições evoluam, que se analise, priorize e defina a médio/longo prazo os objetivos a que nos propomos. Votos de um ótimo Capítulo Provincial para todos!
 
Bruno Freitas - Diretor Gerente CRPSF
O XXI Capítulo Provincial é um momento significativo na Missão Hospitaleira porque nos permite discernir o caminho a percorrer nos próximos 6 anos. "Praticai a Hospitalidade", desafia-nos a desinstalarmo-nos do quotidiano e, em fidelidade criativa, projetarmos um futuro alicerçado nos valores hospitaleiros, nas necessidades das pessoas assistidas e nas exigências da sociedade atual. Com espírito de colaboração e hospitalidade, pretendemos que a nossa participação contribua para uma dinâmica ativa e rica em ações para o próximo sexénio.” Confiando nos nossos fundadores acreditamos que "Jesus quer servir-se da nossa docilidade para fazer de nós obras grandes" (Carta 144)
 
Alda Ramos - Adjunta Direção de Enfermagem CSI
Integrar o Capítulo Provincial de Portugal, um momento muito importante na Congregação, é um ato de alegria e responsabilidade. Será um momento de reflexão e discernimento, para à luz das linhas orientadoras do Capítulo Geral criar caminhos para aplica-lo na nossa realidade de missão. Caminhos esses que sempre são desafiadores para a comunidade hospitaleira, porque nos impulsionam à mudança, a sermos criativos, nunca esquecendo a missão da Hospitalidade.
 
Bárbara Leitão - Agente Pastoral da Saúde CSRSI
O Capítulo Provincial é um acontecimento de grande importância não só na vida da Congregação, mas também na vida de todos nós que colaboramos na Missão Hospitaleira. Participar ativamente neste momento de oração e reflexão sobre o passado, presente e futuro da Obra Hospitaleira é para mim uma honra e traz consigo uma grande responsabilidade. Enquanto Agente de Pastoral da Saúde, sinto-me particularmente interpelada a colaborar na reflexão sobre o modo como podemos reavivar a dimensão evangelizadora do projeto hospitaleiro e atualizar o modelo de Pastoral da Saúde da Congregação, ajustando-o às caraterísticas das pessoas que acompanhamos. Paralelamente, parece-me muito pertinente a reflexão sobre a formação e acompanhamento dos Leigos Hospitaleiros, bem como a promoção da identificação institucional de todos os colaboradores. Rezo por todos quantos participam neste Capítulo, para que sejamos veículos do Espírito Santo, sendo fiéis ao projeto audaz e criativo iniciado pelos nossos Fundadores.
 
João Moniz - Diretor Gerente CSES
Este é um grande momento para a Província Portuguesa das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus! O XXI Capítulo Provincial! Aliado a isso, eu ao poder estar presente e participar neste momento de reflexão sobre o futuro da prática Hospitaleira, irá certamente contribuir para aumentar o meu sentido de pertença e de missão nas ações diárias que nos são conferidas no nosso dia-a-dia em prol dos mais desfavorecidos e sofredores, tal como o nosso fundador – Padre Bento Menni nos orientou. Que o Espírito Santo nos ilumine nestes trabalhos, e faço votos que o próximo Sexénio de 2019-2023, seja repleto de muita Paz. Enche-me de orgulho esta participação!
 
Sónia Pereira - Efermeira Graduada CSES
O capítulo Provincial realiza-se para uma reflexão conjunta “bebendo na fonte hospitaleira” para delinear e projetar o futuro sem fronteiras desta nobre missão.
 
Fernanda Oliveira - Diretora Administrativa CPSJ
O Capítulo é um momento solene pelo que significa de representatividade da Congregação e por ser expressão do desejo de sintonizar com a vontade de Deus para continuar a oferecer ao nosso mundo a proximidade e a ternura de um Deus que se ocupa e se inclina sobre as pessoas que sofrem. Participar no Capítulo é uma oportunidade que desejo viver com o sentido de responsabilidade de acolher, partilhar e dar continuidade a este carisma tão belo do jardim que é a Igreja e que quer ser perfume no mundo do sofrimento. Vivo este momento com gratidão pelo dom recebido de Deus e a vida partilhada e construída pela herança transmitida por tantas irmãs e colaboradores que contribuíram para o meu ser Hospitaleira; com compromisso para com as pessoas doentes que continuam a gritar a necessidade de atenção e de amparo na sua fragilidade; com a alegria de quem se sabe portador de um grande tesouro; com a confiança de que este é um momento especial de fé e que o Espírito de Deus nos guiará pelos caminhos que tornam mais presente a Sua Hospitalidade no nosso mundo.
 
Vanessa Candeias - Adjunta Direção de Enfermagem CPSJ
Integrar o XXI Capitulo Provincial é sentido por mim como um momento de partilha, reflexão e alegria. Uma renovação da missão, que em continuidade com as origens e os desafios atuais, permitem a vivência da identidade hospitaleira. Um momento de corresponsabilidade profissional que nos apela a traçar um caminho de dignificação e inclusão, a analisar as obras e ao quebrar de fronteiras com uma visão de futuro!
 
Raquel Coelho - Direção CSNSC
É com grande alegria, honra e responsabilidade que participo no XXI Capítulo Provincial. Sentirmo-nos capazes de partilhar, colaborar, criar, refletir, desenvolver e definir o planeamento do próximo sexénio é um compromisso de todos nós. Reconheço que em cada um de nós, assumindo a identidade institucional, seremos juntos uma força desafiadora para desenharmos o futuro hospitaleiro. Que São Bento Menni nos inspire e acompanhe durante este Capitulo, confiando-nos a continuidade da nossa missão.
 
 
Ana Varandas - Diretora Gerente do CPNSF e da CSSRL
“Em nome da comunidade hospitaleira da Casa de Saúde Santa Rosa de Lima, de Belas, e do Centro Psicogeriátrico Nossa Senhora de Fátima, da Parede, desejo a todas as Irmãs que o Senhor vos ajude e ilumine neste momento tão importante para a nossa comunidade. O nosso muito obrigado por nos permitirem estar ao vosso lado neste desafio diário que é tentar “Fazer o Bem, Bem Feito”.
 
 
Amita Gonçalves - Terapeuta ocupacional CPNSF
Considero o Capítulo um marco importante na história da Congregação das IHSCJ. Para mim é o reviver para reafirmar ou melhorar um passado. Ou seja, Capítulo é sinónimo de mudança, partilha, reflexão, ponderação e atualização de uma obra alcançada, no sentido de a tornar visível no presente, traçando um plano de ação para o próximo sexénio.


© Copyright 2018, Irmãs Hospitaleiras. Todos os direitos reservados.

R. Prof. Luís Cunha Gonçalves, n.º 3 – 1.º Esq | 1600–826 Lisboa - Portugal
Telefone: 217 108 160 • E-mail: sedeprovincial@irmashospitaleiras.pt •