Procurar
Close this search box.

S. Bento Menni: A Hospitalidade com o coração de Deus

Hoje, 24 de abril, é um dia especial para toda a nossa comunidade hospitaleira. Celebramos a festa do nosso fundador São Bento Menni, que todos os anos nos reúne, nos une e nos encoraja; é sempre uma ocasião especial para celebrar a sua vida, a perfeição do seu amor e a sublimidade da sua humanidade. Hoje, também começa em Roma o XXII Capítulo Geral, que reúne irmãs representantes de todos os países onde a Congregação das Irmãs Hospitaleiras está presente.

 

São Bento Menni

Este ano celebramos o 25º aniversário da canonização de S. Bento Menni e gostaríamos de nos debruçar sobre a sua própria história e sobre o legado que nos deixou como Comunidade Hospitaleira.

As suas qualidades humanas são atestadas pelo reconhecimento histórico da sua vida, dos seus valores e virtudes, pelo seu trabalho em favor das pessoas em situação de exclusão, pela sua inovação pioneira no campo da psiquiatria no século XIX, e pela sua defesa e cuidado das mulheres que, marcadas pelo estigma mental, eram esquecidas naquela época.

A história da sua pessoa enche-nos de admiração, alegra-nos e faz-nos bem. A sua vida e a sua obra continuam hoje a inspirar muitas pessoas que incorporam gestos samaritanos de hospitalidade na sua vida quotidiana, tornando-se verdadeiros protagonistas da hospitalidade do coração.

 

Sejamos hospitaleiros de coração!

Fazer algo a partir do coração significa realizar a tarefa hospitaleira a partir das profundezas do nosso ser, a partir da qualidade e da capacidade que nos habita. Somos chamados a “curar e cuidar a partir daquela plenitude que vem do coração”.

 

Sejamos hospitaleiros com o coração!

O coração é a sede dos sentimentos e do maior de todos eles, que é o amor. O amor não é um complemento do nosso trabalho, mas a qualidade que informa as nossas acções. Somos chamados a “curar e cuidar com um coração que sabe amar”.

 

Sejamos hospitaleiros segundo o coração samaritano!

O coração também precisa de não se fechar em si mesmo, mas aprender a abrir o seu amor ao outro, ao necessitado, ao ferido no caminho, ao pobre, ao vulnerável. A nossa hospitalidade utiliza esta parábola para falar do coração com que o nosso Fundador amou os destinatários da nossa missão. Ele aprendeu esse amor no coração de Jesus, o Bom Samaritano da humanidade. Somos chamados a “curar e cuidar segundo o coração samaritano, como fez São Bento Menni”.

 

São Bento Menni recorda-nos que tudo parte do centro: do Coração de Jesus. Precisamente por isso, quis que a Congregação se chamasse Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus e recomendava-lhes esta jaculatória simples: Meu Jesus de mim desconfio, em teu Coração confio e me abandono”. Não se tratava apenas de uma espiritualidade devocional ao Sagrado Coração: era uma fonte inspiradora para criar obras nas quais a pessoa doente e frágil pudesse experimentar “o amor verdadeiro” – o amor divino, e não apenas o amor humano.

 

São Bento Menni foi beatificado por São João Paulo II, no dia 23 de junho de 1985, e canonizado pelo mesmo Sumo Pontífice, a 21 de novembro de 1999.

 

Feliz Dia São Bento Menni!

SIGA-NOS

Marcações

Subscreva
a nossa newsletter

Pagina Consultas