141 Anos da Fundação da Congregação

141 Anos da Fundação da Congregação
É um dia para recordar e agradecer aos nossos Fundadores e primeiras irmãs que, com o seu entusiasmo, trabalho árduo e, sobretudo, a sua grande fé, plantaram a semente da hospitalidade.

Em 31 de Maio de 1881 foi fundada a Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus. É um dia para recordar e agradecer aos nossos Fundadores e primeiras irmãs que, com o seu entusiasmo, trabalho árduo e, sobretudo, a sua grande fé, plantaram a semente da hospitalidade que hoje está a dar frutos não só em Ciempozuelos, o lugar onde nasceu a primeira Comunidade de irmãs, mas também graças à sua presença em 4 continentes, 27 países, com mais de 16.800 lugares de atendimento, pode atender a mais de 2 milhões de pessoas todos os anos, através de tratamento e cuidado integral.

Desde as nossas origens, toda a acção que temos levado a cabo tem sido por e para as pessoas de quem cuidamos. No entanto, novas técnicas, novas profissões, novas tecnologias foram incorporadas... Como disse o nosso Fundador Benito Menni, a ciência e a caridade devem andar de mãos dadas. O nosso compromisso é sempre o de procurar os melhores avanços científicos a fim de os integrar nos nossos cuidados, e que estes estejam sempre ao serviço da pessoa e da humanização. A tecnologia, embora importante, deve ser acompanhada da humanização, porque a única coisa importante é a pessoa, as suas necessidades, e tudo deve estar ao seu serviço.

141 Anos de história olham para o futuro, um futuro que a nossa Instituição quer abordar numa missão partilhada com tantas pessoas que colaboram na missão e que, graças ao seu empenho, produzem todos os dias o pequeno milagre de oferecer nova vida a pessoas que, por várias razões, perderam a esperança de uma vida melhor. Há mais de 1.000 irmãs que, juntamente com 11.000 colaboradores, trabalham para prestar cuidados de saúde nos nossos centros. Há também um bom número de voluntários que dão o seu tempo e esforço de forma gratuita. É este futuro que nos impele a ser criativos para responder a novos desafios e necessidades sem perder a nossa identidade, mas antes reforçando-a.

Terça, 31 de Maio de 2022