História

A Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus foi fundada em Ciempozuelos – Madrid (Espanha) – em 31 de maio de 1881, por São Bento Menni, Sacerdote da Ordem de São João de Deus, juntamente com María Josefa Recio e María Angustias Giménez, escolhidas por Deus para dar resposta à situação de abandono sanitário e exclusão social das doentes mentais da época, unificando dois critérios fundamentais: caridade e ciência.

Nesses tempos, o tradicional abandono dos doentes e a carência de cuidados de saúde públicos adequados chamava mais a atenção no caso dos doentes mentais, das crianças com deformações ósseas, escrófulas, tuberculose e outros padecimentos, reduzidos à marginalidade e abandonados à própria sorte.

  • 1894

    O carisma fundacional da Congregação continua a crescer no mundo e a sua missão não só está viva, como também se desenvolve e atualiza no serviço assistencial e de qualidade às pessoas doentes e marginalizadas. Em 1894 chegam a Portugal vindas de Espanha três irmãs para dar início à presença Hospitaleira no nosso país com a abertura da Casa de Saúde da Idanha: Ir. Trinidad Franqueza, Ir. Maria da Luz Martins e Ir. Maria do Carmo Gil (a primeira de nacionalidade espanhola e as outras duas portuguesas).

    Em Portugal a Congregação está presente desde 1894 e realiza a sua missão em doze estabelecimentos de saúde, dos quais oito situam-se no Continente e quatro nas Regiões Autónomas (dois na Madeira e dois nos Açores).

  • 1921 - 1950

    Entre 1921 e 1950 foram abertos em Portugal os Centros Assistenciais: 1921 Casa de Saúde Santa Rosa de Lima – Belas; 1925 A Casa de Saúde Camara Pestana, localizada em S. Gonçalo, Funchal; 1932 a Casa de Saúde do Bom Jesus – Braga; 1948 o Centro Psicogeriátrico de Nossa Senhora de Fátima – Parede; 1950 é aberto o Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família – Funchal.

  • 1956 – 1963

    A expansão em Portugal continuava com a abertura em 1956 da Clínica Psiquiátrica de S. José – Lisboa; 1959 a Casa de Saúde Rainha Santa Isabel – Condeixa-a-Nova; 1959 parte para Moçambique o primeiro grupo de Hospitaleiras para implantar em África a Hospitalidade com a abertura do Hospital Psiquiátrico de Marracuene Moçambique; 1963 a expansão chegou à América Latina com a presença das Irmãs no Brasil e abertura da Casa de Saúde Nossa Senhora do Caminho. 

  • 1966 – 1968

    Em 1966 chegam a Ponta Delgada - Açores - cinco Irmãs para colocar em andamento a Construção da Casa de Saúde Nossa Senhora da Conceição; em 1967 as Irmãs alargam a sua intervenção a Angra do Heroísmo – Açores - com a abertura da Casa de Saúde do Espírito Santo; 1968 é aberto o Centro de Recuperação de Menores em Assumar – Portalegre; 

  • 1994 – 2006

    Com a celebração do 1º centenário da presença em Portugal das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, nasce a Casa de Saúde Bento Menni – Guarda; Em 2006 foi finalmente tornado realidade em Angola um sonho que se iniciou em 1973, com a presença das Irmãs em Lubango – Província de Huila. 

  • 2019

    Celebração dos 125 Anos de presença em Portugal das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus. O notável crescimento dos cuidados de saúde públicos, tanto em estrutura e pessoal como em recursos materiais, especialmente nos países desenvolvidos, não abafa o panorama original do momento fundacional da Congregação: o ser humano que sofre devido à doença e às limitações da própria sociedade para lhe prestar o atendimento humano e médico de que necessita.