Pensamento do dia:  “Não confiemos em nós mesmos, pois mil vezes ao dia cairemos se não confiarmos só em Jesus Cristo””. (Cartas de S. João Deus)

0
“A eutanásia é um crime contra a... “Samaritanus bonus”, a carta da Congregação para a Doutrina da Fé aprovada pelo Papa, reitera a condenação a todas as formas de eutanásia e de suicídio assistido levando em conta os casos dos últimos anos.
0
Aura Miguel Convida irmã Sílvia... Em tempo de pandemia, a situação dos mais frágeis é preocupante, sobretudo entre os idosos e doentes. Mas há situações ainda mais difíceis, como acontece, por exemplo, com os que sofrem de doença mental
0
O Papa Francisco em audiência, na... A contemplação nos faz sentir chamados a cuidar da criação, reconhecendo que somos parte dela.
0
Voluntariado Hospitaleiro O que parece o argumento de um filme de ficção, tornou-se a realidade de milhões de pessoas em todo o mundo...

Destaque

background

O Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família, S. Roque, comemora 70 anos da sua fundação.  

“Em 1950 a Congregação já possuía a Casa de Saúde Câmara Pestana. Ao tomar conta dessa instituição, as Irmãs encontrando nela mulheres e crianças, enfrentaram a dificuldade de prestar os melhores cuidados aos dois grupos juntos. Viram como necessidade a criação de uma Casa que atendesse as crianças, segundo as próprias características. A ocasião da celebração dos 25 anos de S. Gonçalo foi o momento propício para esse discernimento.

Ali nasceu o sonho que viria a tornar-se realidade com a sua compra, em 13 de junho de 1950, e posterior abertura das suas portas, com o nome de Sanatório da Sagrada Família para acolher e prestar cuidados de saúde mental a crianças e jovens do sexo feminino que se encontravam internadas, juntamente com as adultas, na Casa de Saúde Câmara Pestana. Posteriormente, para melhor explicitar os serviços prestados, o Sanatório viria a receber o nome atual de Centro de Reabilitação Psicopedagógica Sagrada Família.

A constituição canónica da comunidade religiosa realizou-se em 21 de agosto de 1950. Este foi um dia grande para toda a Província Portuguesa das Irmãs Hospitaleiras não só pela instauração de uma nova comunidade, como pela possibilidade de prestar uma assistência de recuperação e educação mais ajustada à respetiva idade (História e Memória, pág. 505-506)

 

Para assinalar esta data, será lançado neste mesmo dia um vídeo comemorativo que poderá ser visto em: https://youtu.be/Ehuz_X-CSH8

Números Hospitaleiros | 2019

0
Colaboradores
0
Pessoas Assistidas em internamento
0
Consultas
0
Voluntários
0
Pessoas Assistidas na comunidade
0
Irmãs em Portugal
image

"Ide vós também para a minha vinha"

Reflexão à luz da Palavra do XXV Domingo do Tempo Comum.

onde estamos contactos